sexta-feira, 23 de abril de 2010

Mãos à obra!

As palavras preenchem os espaços da tela e do meu corpo. Todas elas juntas desenham imagens fortes que aguçam ainda mais o meu olhar sobre este mundo. Escrever me faz enxergar melhor não só o que me cerca, mas, principalmente, entender os sentimentos que me movem neste exercício. O exercício do auto-conhecimento... ou será do ilusório desconhecido?

A inquietude diante do mundo e seus porquês é a energia-móvel deste ideal solitário. O que procurar? Não importa, desde que continue buscando. Pelo caminho já vi e descobri tanto quanto nunca poderia imaginar. Não ousaria duvidar de mim. O primeiro passo, mesmo tímido, desvela uma tentativa, do contrário, teria apenas negativas. Como me inspirou Millôr Fernandes: “Quem começa já fez.” Mãos à obra!



12 comentários:

  1. [na maior parte das vezes, o ser humano já tem dentro de si as telas, as tintas necessárias e por vezes até aquelas que se julgam desnecessárias, para respirar mundo; pinta com que respira a poesia, escreve como respiras as cores do mundo, foi sempre um "lema" a que tentei recorrer quando me esqueço dos princípios...]

    um imenso abraço, Gabriela

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  2. Acho que eu precisava deste texto!

    Movimentar-se as vezes mesmo lentamente é um custo e o melhor é que essa sensação descrita no seu texto é universal e simples, mesmo que de forma lenta, aos poucos...Acreditando que continuar caminhando é sempre mais revelador e instigante do que a chegada! Vou guardar essas palavras que é sua e ao mesmo tempo diz tanto de nós, pra seguir na minha caminhada!

    Até a próxima trilha. Bju Gabi.

    ResponderExcluir
  3. muito interessante o que escreveu, Leonardo! Com certeza, um estímulo para o começo.
    Adélia, fico muito feliz em poder ajudar! E aí? Mãos à obra?! Bjosss

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito dessa sua reflexão Gabi, a ligação da escritura com um exercício de vida, me lembra muito uma poeta fantástica chamada Eunice Arruda que escreveu esse poema aqui:

    "Quando escrevo
    é a vida que
    exercito" (Eunice Arruda)


    Essa busca solitária que não se resume no fim, pois sempre haverá algo para seguir, lembrei de dois trechos que gosto muito do Fernando Pessoa que retratam bem essa busca solitária:

    "não tenho ambições nem desejos.Ser poeta não é uma ambição minha.É a minha maneira de estar sozinho.”(Fernando Pessoa)

    Num mundo em que vivemos pragmático, funcional,onde a razão é usada para a realização de coisas "práticas" fora muitas vezes dos reais interesses humanos, não ouvimos nossa voz, o que realmente há de humano em nós, que nos constitui como seres capazes de se autoconhecer, de produzir a sua individualidade de forma autônoma, livre.
    Para não me alongar vou postar o outro trecho que o seu texto me fez lembrar:

    "De tudo ficaram três coisas: a certeza de que estava sempre começando, a certeza de que era preciso continuar e a certeza de que seria interrompido antes de terminar. Fazer da interrupção um caminho novo, fazer da queda, um passo de dança, do medo, uma escada, do sonho, uma ponte, da procura, um encontro."(Fernando Pessoa)


    =)

    Beijo grande menina Gabi,
    G.


    p.s ah está lendo A letra brasileira, eu li e gostei muito, uma ótima leitura pra vc ;)

    ResponderExcluir
  5. "Neste ideal solitário" as mãos falam mais alto que minha voz; a voz silenciosa que grita e preenche os espaços nus do papel. Também sinto... assim.

    ResponderExcluir
  6. Oi moça, obrigada por aparecer no Letreira. E Mario Gil é meu boto, pode dizer..rs.. ele cantando, enfeitiça e tenho certeza que não sou só eu.. Beijoprati. SOnia (A Letreira)

    ResponderExcluir
  7. Como diz Apollinaire "Organizar um caos eis a criação"...Você conseguiu organizar um caos dentro de um mosaico de palavras...!

    ResponderExcluir
  8. Gabi Gabiroba,

    Tentei te passar uma mensagem através do www.gabirelabuarque.blogspot.com, mas sou uma anta cibernética.

    Autorizo você a transcrever essa confissão naquele espaço, com um adendo : " amo essa Gabi!".

    Beijos

    Herminio

    ResponderExcluir
  9. Quanta gente nova!! Tô tão feliz! Obrigada pelo retorno e espero vê-los mais vezes por aqui! ;)
    bjos mil

    ResponderExcluir
  10. Estou aqui também testemunhando esse poder criativo da filhota.
    Bjs.

    ResponderExcluir